Google

HEROFIRST 2: Street Fighter: Assassin’s Fist – O início

Há três anos foi lançado no Youtube um curta metragem baseado na franquia de sucesso da Capcom, Street Fighter. Esse curta mostrava uma luta entre os amigos Ken e Ryu. O sucesso desse pequeno vídeo proporcionou a criação de uma Web-série completa.  Estreou nesse ultimo fim de semana Street Fighter Assassin’s Fist (Punho de Assassino) no Youtube, pelo canal Machinima.

Uma coisa que tem que ficar claro na série é que ela foca o treinamento de Ryu (Mike Moh) e Ken (Christian Howard). Seu Mestre Gouken (Akira Koieyama, Shogen) os ensina desde pequenos na arte do Ansatsuken.

Street Fighter: Assassin's Fist Ken, Gouken e Ryu

 

A série começa com um episodio “zero”, que mostra, sobre a narrativa de Ken uma luta com seu amigo Ryu, ao fim desse episodio, com pouco mais de 2 minutos, fica claro que Ryu não está em seu estado normal.

O episodio um começa em 1987, no dojo de Gouken, no Japão. Temos a visualização de mestre e aprendizes fazendo um tipo de “Kati” e deixado a entender que os meninos estão a muito tempo fazendo o mesmo tipo de treinamento sem evoluções nas técnicas, o que deixa Ken extremamente desconfortável com a situação.

Como a série está sendo apresentada, temos uma dinâmica mais leve, seguida de uma narrativa feita por Gouken explicando como Ryu e Ken se tornaram seus alunos e como ele está receoso de dar continuidade ao treinamento.  Esse primeiro episódio foca nas relações que existem entre esses três personagens. Ryu e Ken são praticamente irmãos, Ryu não quer que Ken vá embora e força um teste com Gouken para provar que os dois estão prontos para as técnicas avançadas, as técnicas do “Hadou”.

Veja também:  Fullmetal Alchemist: Da alquimia ao sucesso

Temos um pequeno flashback que nos remete a 1979, o ano em que Ken chega ao dojo e conhece Ryu. A amizade começa da forma mais pura e linda no universo de Street Fighter: uma pequena luta e Ken fica no chão.

Voltando ao tempo presente da série, Ken e Ryu são desafiados a encontrar Gouken para dar prosseguimento ao treinamento. Somente com um mapa em mãos eles precisam se localizar e encontrar o local indicado. O legado de Street Fighter vai começar.

Os episódios têm em média de 10 a 12 minutos. Apesar de parecer pouco tempo, a trama consegue ter um ritmo certeiro, não fica corrido e nem lento demais. Os cenários e caracterização dos personagens estão muitos bons. Até a faixa branca de Ryu está lá, e o cabelo comprido de Ken. O ponto forte é a humanidade dos personagens. Nada de Goku ou Superman, apenas dois garotos que se esforçaram por anos e alcançaram um nível de força acima do normal.

Em Street Fighter: Assassin’s Fist a qualidade está impecável com câmeras, coreografias de luta, atores, tudo colaborou para termos uma ótima primeira impressão. Depois de anos atormentado por adaptações horríveis, temos um vislumbre do potencial que SF ainda pode ter.

Se você é fã não pode deixar de conferir e acompanhar essa série. Se você não mora nesse planeta e nunca ouviu falar em Street Fighter, então comece por essa série, pois, com toda a certeza, você irá amar.

Veja o Curta que deu inicio ao projeto no artigo Street Fighter: Filmes profissionais VS Fanmade.

Assista SF: Assassin’s Fist COMPLETO:

Adicione-nos no FacebookYoutubeTwitter (Patrick Duarte) e entre no grupo HEROPOWER! Ah e não esqueça de visitar o Pensamento Livre!

Leia também:

HEROVIDEO 9: Ryu versus Ken em filme com bonecos de Street Fighter

Especial de aniversário de 5 anos: Homenagem a Roberto Gomes Bolaños e ao Chaves!

Shingeki no Kyojin (Attack on Titan): Um anime com o segredo do sucesso!

Imagens da Semana 12: Personagens realistas whatever 1 – transformers, rattata e rei leão

O Hobbit – Uma Jornada Inesperada ou como fechar o ano com chave de mithril

One Comment