Google

Tartarugas Ninja: Lutas, explosões e Megan Fox

O reboot de Tartarugas Ninja era algo iminente. O sucesso estrondoso que os quatro irmãos mutantes adolescentes fizeram nas décadas de 80 e 90 foi assombroso e um novo filme era inevitável. Quando Michael Bay assumiu a produção, um medo geral de que ele transforma-se a franquia de Tartarugas Ninja em mais um filme de explosões infinitas sem roteiro era grande.

Este novo filme das Tartarugas esbarra no mesmo problema de todo remake/reboot de uma série consagrada e de adaptando outras mídias: respeitar o material original e seus fãs e inovar para conquistar ainda mais. Inovar eles fizeram bastante: Destruidor de armadura do Homem de Ferro, lutas acelaradas com breaks em câmera lenta ao estilo de Transformers e Megan Fox com um sex appeal como nenhumaApril O’Neil teve antes.

As Tartarugas Ninja filme 2014 poster

O filme se chama Tartarugas Ninjas ou April O’Neil?

Por falar em Megan Fox, por mais linda que seja, ela não pode sustentar o filme como o roteiro pedia. Não é uma atriz forte o suficiente, nem o diretor conseguiu fazer o público se identificar com sua April O’Neil, por mais que o casaco amarelo esteja lá. Por termos muito tempo focado nela, os quatro irmãos quelônios tiveram pouco tempo para serem caraterizados.

As Tartarugas Ninja foram apresentadas de uma forma divertida e colocando suas características marcantes forçadas ao máximo para o público identificar bem cada uma: Assim, Donatello usa óculos e um visor hightech pra identificá-lo como o irmão nerd genial, Michelangelo está muito piadista chegando ao ponto de parecer meio retardado às vezes, Leonardo não teve muito impacto como líder, pois há um grande problema no cinema de mostrar líderes de superequipes, vide Ciclope em X-Men. Raphael foi de longe o melhor caracterizado, pois teve uma curva dramática bem definida inicialmente rejeitando as características de seus irmãos e no final as abraçando, fazendo das Tartarugas Mutantes Ninja Adolescentes realmente um time de ninjas.

Veja também:  Teenage Mutant Ninja Turtles (Tartarugas Ninja) - Confira o aguardado primeiro "mutante" Trailer

Megan Fox como April O'Neil em Tartarungas Ninja

Pizza de spoilers com molho de prós e contras

As melhores partes do filme foram as interações das quatro tartarugas. Embora poucas cenas, foram todas muito divertidas. Um ponto importante para a produção foram as lutas muito bem coreografadas e o fato de mostrar que eles são o que são: seres superfortes e resistentes. Não há como compará-los a um humano normal. Destaque para a luta de Splinter e Destruidor que pela foi uma das poucas em muitos anos de cinema que me deixou com medo de que um personagem morresse.

Algo que os fãs antigos vão adorar é que existem várias analogias ao universo ficcional dos quadrinhos, desenhos e filmes: Além de Cowabunga ou Santa Tartarugas, temos a frase “Hoje eu vou jantar sopa de tartaruga” e o comentário de que se pensou em usar coelhos no lugar de tartarugas no experimento, uma referência ao coelho samurai Usagi Yojimbo. Por falar em comentários: No início da produção surgiu um boato de que as tartarugas seriam aliens! Claro que isso não aconteceu e gerou uma piadinha dentro do filme.

Todavia, existiram momentos que deixaram a desejar: a explicação do treinamento ninja de mestre Splinter ter sido por um livro encontrado no esgoto foi uma delas. O personagem Eric Sacks (anglicanização de Oroku Saki?) foi desnecessário e só tirou o foco do verdadeiro vilão O Destruidor. Até a explicação do plano falso de salvar a cidade de uma peste que não existe já mostra que tem algo que está errado nos planos dele. Até o encontro do Destruidor com o mestre Splinter fica menos dramático por não existir a relação de vingança entre eles. Outra coisa demasiadamente forçada foi a explicação didática de Raphael sobre seu amor pelos irmãos.

Veja também:  Desenhos Infantis atuais versus Desenhos Animados antigos

Uma coisa de que senti muita falta neste filme foi dos apelidos. Afinal, irmão que é irmão, raramente chama-o pelo nome. Ouví-los se chamando pelo nome foi muito estranho. No filme de 1990, eles praticamente só se chamavam por Mikey, Leo, Donnie e Rafa. Apenas Michelangelo se chama em um momento de Mc Mikey durante o rap ninja.

Michelangelo Tartarugas Ninja 2014

Santa Tartarugas em 2016

Tartarugas Ninja é um filme divertido, tem algumas referências para os fãs, cenas engraçadas e outras empolgantes, tem a linda Megan Fox, mas não é um filme a altura do legado da franquia.

A despeito disso, o filme bateu recordes de bilheteria na estréia, embora em queda no momento, e  por isso a continuação intitulada provisóriamente de Tartarungas Ninja 2 já tem data de estréia para 3 de junho de 2016. Novamente com Michael Bay na produção. O que veremos agora: Casey Jones? Bepob e Rocksteady? Krang?

Tartarugas Ninja teve a direção de Johnathan Liebesman. No elenco Megan Fox como April O’Neil, Will Arnett como Vernon, William Fichtner como Eric Sacks, Alan Ritchson (Aquaman em Smallville) como Raphael, Noel Fisher como Michelangelo, Danny Woodburn como Splinter, Jeremy Howard como Donatello e Pete Ploszek como Leonardo, Johnny Knoxville (do Jackass) dublando Leo e Tony Shalhoub dublando Splinter. Participação especial de Whoopi Goldberg.

Adicione o Heroi X no FacebookTwitter, PinterestYoutube, Instagram e Google plus. Entre no grupo HEROPOWER.

Leia também:

Capitão América 2: Soldado Invernal é fenomenal!

Os Cavaleiros do Zodíaco Lenda do Santuário: Trailer, informações e imagens dos personagens!

Imagens da Semana 30: Mario versus Tartarugas Ninja

HEROVIDEO 24: Abertura de Digimon com Pokemons!

HEROVIDEO 22: De Volta para o Futuro… no futuro! Parte 2 – Doc Brown

Como diria Yoda: com a palavra você está