Google

Crônicas Dragonball Evolution: Lord Piccolo

Lord Piccolo dragonball evolution

Por: M. Barreto

 

 

Inicio de 2008. Pânico, histeria, medo, sofrimento, surpresa, mistério. Um filme de terror? Não. Era Dragonball ganhando a tela grande. A lenda ganha vida. Justin Chatwin, um ilustre desconhecido, seria Goku. Mas e o vilão? Piccolo foi o escolhido como o primeiro antagonista. Mas quem poderia levar o Verdão para o cinema?

O vilão é mais do que o antagonista de um filme de aventura/fanstasia, ele é a máquina que move a estória. O que seria de Star Wars sem Darth Vader de James Earl Jones/David Prowse, não haveria nenhum filme se não houvesse Hannibal Lecter de Anthony Hopkins em Silencio dos Inocentes, e Batman – O Cavaleiro das Trevas nunca teria ido tão bem se não fosse o Coringa de Heath Ledger.

James Marsters não apenas encarou o desafio de interpretar o primeiro vilão da história cinematográfica de Dragonball, como se  empenhou em transformá-lo no centro das atenções do longa. Contudo, seria ele é a pessoa certa para fazer este papel?

Não apenas é o ator certo, mas talvez, o único que pode. James Marsters foi o ator que mais apareceu durante as filmagens, dando entrevistas e declarações. Talvez as suas aparições em programas de auditório mexicanos falando do filme que mostraram a quem acompanhava as notícias do filme o tom de “dessa vez é de verdade”. Revelou que a idéia original para Lord Piccolo era fazer um personagem sem maquiagem pesada e com personalidade mais próxima de um vilão pastelão. Entretanto, o embasado no fato de ser um fã confesso da série, assim como seu filho, o ator se impôs ao querer o vilão verde e como um verdadeiro vilão para o cinema deve ser.

Solidão. Essa é a palavra que se deve pensar quando se pensar em Piccolo. Ele está sempre flutuando por belas paisagens, mas não as contempla está sempre olhando para os pés” disse Marsters comentando sobre a natureza de seu personagem. Já perdi a conta de quantas vezes vi em Dragon Ball Z, Piccolo fazer isso no inicio das sagas. Sozinho num mundo distante do seu, sem saber o que é e quem é. 2000 anos (300 no original) preso e tudo continua ainda diferente dele. Só uma coisa ainda é constante: Seu poder!

Talvez a maioria não saiba, mas o Superman foi criado inicialmente como vilão numa revista chamada “The Reign of Superman” no qual o Ultimo Filho de Kripton dominava o mundo com mãos de ferro. Somente um ano depois, o personagem foi reinventado, e se tornou o maior herói da Terra num novo mundo criado pelos seus autores. Embora Kal-el de Kripton nada tenha a ver com o careca ditador Superman de TROS, Lord Piccolo sofre um processo parecido. De um ser sozinho exilado num mundo distante, passa a exímio lutador, e à um demônio conquistador insano, é preso e renasce sedento por vingança. Mas ao ser lembrado da bondade do coração humano, ele se torna novamente apenas um lutador disposto a enfrentar seres superpoderosos, sofrendo uma reformulação também, sendo que ainda na mesma história.

Com a fusão de Piccolo Daimaoh e Piccolo jr (Manhúnia) em um único personagem, Lord Piccolo, houve a simplificação do confuso processo de “semi-reencarnação” do nameckuseijin (nameck em algumas fases) no anime. A idéia é simplificar ao máximo as sagas para caber em 90 minutos de filme. Ademais, não deve haver, a principio, a inserção da figura de Kamisamma, logo o único ser verde a aparecer deve ser ele, talvez até mesmo dando a dica aos sete sábios de como criar as esferas do dragão. Será?

A controversa caracterização desse personagem foi feita utilizando muita maquiagem e a teórica mudança de tonalidade descrita por James Marsters e a que vimos nas primeiras imagens de Lord Piccolo para um verde claro quase branco desagradaram a maioria absoluta dos fãs e pesou muito contra o filme. Mas como prometido por Jim Masters, Piccolo apareceu bem verde (embora alguns “fãs” ainda reclamassem que parecia O Máskara) e sem antenas como já havia sido previsto (ou com duas antenas atrofiadas/coladas para alguns). O uniforme de Piccolo perdeu um pouco da essência Árabe, mas em compensação ganhou ares de armadura antiga como a que Deuses guerreiros usavam em lendas antigas (embora pareça mais com a roupa de Batman para alguns). E para os fãs Brazucas é valido lembrar que Luís Antônio Lobue será o dublador como no anime.

Assim como todo o filme, Lord Piccolo deve ser visto como um Piccolo de uma dimensão alternativa, alguém que guarda relação com o original sem sê-lo. Sinceramente, acredito que Piccolo seja até mesmo mais do que Goku, o motivo do acerto ou do fracasso de Dragonball Evolution. E como Marsters disse em uma entrevista e um amigo sempre disse, mesmo antes do ator: Ele veio para ser o bem e o mal!

Piccolo Dragonball evolution

Adicione-nos no Youtube, Facebook e Twitter.

Leia Também:

Toriko: Um mangá diferente, mas igual

Yu Yu Hakushô, o Anime Perfeito

Fullmetal Alchemist: Da alquimia ao sucesso

Tengen Toppa Gurren Lagann

Perfil: Guilherme Briggs

Veja também:  Dragon Ball: o episódio de Bardock completo legendado pt-br

Com a palavra você está