Homem de Aço – Este não é o Superman! O que aconteceu com o Homem do Amanhã?

No ano em que o maior herói da Terra completa 75 anos, um filme foi lançado para lhe homenagear. No entanto, apesar do uniforme azul, da capa e do S vermelho no peito, este não é o Superman. É, sem dúvida, um Homem de Aço com incríveis poderes e capacidades além das de qualquer humano, contudo ele não tem a alma do Superman.

poster do filme Homem de aço voo no S do Superman

Há mais no Superman do que apenas o uniforme e seus poderes. Ele é representação máxima do Deus que quer ser humano, tal qual Zeus no passado, se disfarça de humano para viver aquilo que sua “divindidade” o privaria. É alguém que nasceu e sobreviveu do amor. Foi salvo por Lara e Jor-El como seu último sopro de vida e esperança e foi criado por Jonathan e Martha Kent para ser bom e apenas isso. A escolha de tornar-se um símbolo de esperança e bondade foi sua escolha.

Isso tem que ficar muito claro, sua condição de ser superpoderoso é algo que naturalmente lhe levaria para o caminho da arrogância, do egoísmo e destruição. O poder corrompe. Vemos isso quando alguém ganha certo poder (como artistas, jogadores, grandes empresários) e começa a agir desse jeito.

O homem de aço poster

Contudo, a frase é incompleta: o poder corrompe as pessoas fracas. Quem teve uma boa educação e tem força de vontade, não sucumbe, não se modifica. Ele evolui conforme sua condição, porém sem alterar seu coração. É isso que o Superman personifica. Numa Era em que os valores familiares estão deturpados, as escolas não mais ensinam e a mídia distorce o significado de heróis, ele deveria surgir trazendo novamente os valores aprendidos naquele rancho do Kansas, trazendo a luz e a esperança de volta à humanidade.

Superman é alguém que faz as escolhas que as pessoas normais não fariam. Ele não mata, não por medo de repreensão ou por achar que não é merecido, mas por saber que matar é a escolha errada, embora, por vezes, a mais fácil. Pergunte a qualquer soldado, policial ou civil que retirou uma vida: algo muda irremediavelmente. Quando o Superman mata, quer seja nos quadrinhos ou na TV, acaba por se tornar uma versão maligna. Isso é um fato. Alguns vão citar vezes que o Superman matou em Grafic Novels e isso não aconteceu, porém eu vou te perguntar: quantas vezes ele esteve disposto a dar a sua vida pelos outros? Tanto pelos oprimidos quanto para não matar o opressor! E não diga que é impossível matá-lo, pois a Kryptonita, Radiação do Sol vermelho e Darkseid estão ai para provar ao contrário.

homem de aço na prisão superman

A obscessão do diretor Zack Snyder por fazer Superman (Henry Cavill) assassinar Zod (Michael Shannon), depois de uma luta onde milhares devem ter morrido, foi a última cereja estragada de um bolo que já não estava tão gostoso. Desde os momentos com uma família Kent que pouco o ensina a ser uma boa pessoa, passando por uma tentativa de contextualizar o envolvimento e a identidade de Lois (Amy Adams) e Clark até a luta final, o filme contabiliza muitos conceitos tensos e fora do que significa ser o Homem de Aço. Na cena final, Superman poderia ter tapado os olhos de Zod, voado com ele para a estratosfera ou descido para o subterrâneo. Ou ainda se jogado na frente e ter recebido o ataque diretamente, mesmo que isso significasse sua morte. Matar era a última opção para o verdadeiro Homem do Amanhã, contudo, a mais fácil. Não é o que Clark Kent faria.

Não senti o dedo de Nolan nesse filme, mesmo com seu nome nos créditos. Muito possivelmente, a Warner/DC usou da confiabilidade adquirida por ele na série Batman para evitar a má-recepção do público. Tanto é assim que ele já dizia muito antes que não estaria mais envolvido com os próximos filmes, ficando apenas como consultor (novamente para deixar seu nome no projeto). Sendo o próximo filme Batman x Superman, parece óbvio que Christopher Nolan não quer ver seu filho ser manchado pela tinta da morte como foi o Kryptoniano. Espero que se forem fazer um filme da Liga da Justiça, este filme seja esquecido, assim como era o plano original, pois dos três superheróis (Lanterna Verde, Superman e Batman), apenas o morcegão é digno de integrar a equipe.

Não sei para onde vai o Homem de Aço do cinema, porém eu sempre vou me fazer uma pergunta que não será ele a me responder, mas o Superman que eu aprendi a respeitar ao longo dos anos: “O que Clark faria nessa situação?”.

E quando você se apresentar ao mundo… Olharão você no céu com esperança no amanhã. Ajudará todos a alcançá-la.

Senhor Destino em Smallville.

Adicione o Heroi X no FacebookTwitter, PinterestYoutube, Instagram e Google plus. Entre no grupo HEROPOWER.

Leia também:

Goku versus Superman: O encontro de dois mundos

Batman – O Legado do Morcego: parte 1 – O Cavaleiro das Trevas

HEROVIDEO 7: Os Vingadores – O filme: versão de 78

E se Dragonball fosse americano?

Perfil: Guilherme Briggs, o rei dublador


Comentários

Homem de Aço – Este não é o Superman! O que aconteceu com o Homem do Amanhã? — 14 Comentários

  1. Um dos melhores blogs que já acessei em minha vida.

    Traduziu o que meu peito sentiu ao terminar de assistir o filme e, como leitor de HQs, o achar mediano enquanto outras pessoas me crucificavam por isso

  2. Obrigado Luís!
    Isso que vocÊ sentiu é exatamente o que todo fã o Superman sentiu. É exatamente o Ele gostaria que sentíssemos em relação a esta versão de sua história.

  3. Doc, permita-me discordar da crítica em certos pontos.

    O filme tem o dedo do Nolan sim e é possível perceber isso desde o seu início: Começando com o nascimento do Kal e, logo depois, pulando para a fase que chamo de “fase da descoberta” (no bom sentido, claro) em que o mesmo busca suas origens, voltando, em flashbacks, para mostrar sua infância. Isso é Nolan “puro”, vi Batman Begins passar novamente diante dos meus olhos. Também é possível evidenciar a realidade com que a história é traçada, mudando minha opinião de que o Batman de Nolan não se encaixaria em um filme do Super… Eu vi ganchos para encaixar aquele Batman em TODO o filme. Não como um lutador, mas sim com o seu papel de estrategista que é tão bem evidenciado nas HQs da Liga da Justiça.

    Falando em HQs da Liga da Justiça, este “Homem de Aço” é totalmente fiel a atual fase do Superman nos Novos 52. O personagem foi reformulado e deixou de ser o “Escoteiro Azul” para de fato, se tornar o mais poderoso herói do planeta. Hoje, no universo dos Novos 52, assim como da nova Liga da Justiça e das novas aventuras do Superman, Kal-El deixou de ser o herói que todos amam para ser o herói que QUASE todos temem e desconfiam. A visão que só Batman tinha nas antigas séries é quase que coletiva nos novos tempos (Leia a HQ: Injustice ((sim sim, a que conta o que acontece antes do jogo Injustice)), vai logo entender do que estou falando).

    O fato da destruição de Metropolis e a morte de Zod não deve ser levado e tratado como argumento restritivo/negativo ao filme. Leia as HQs do Superman, tirando as contra Apocalipse, todas as lutas dele destroem parte de Metropolis. Assista os desenhos mais famosos da Liga: Liga da Justiça e LJ – Sem Limites, ele destrói quase toda Metropolis lutando contra o Shazam em um episódio e, no episódio final, contra Darkseid. Nas HQs e no desenhos, Metropolis é destruída pelo Super quase todo santo dia.

    A morte de Zod se encaixa com o contexto realista em que o filme está inserido. Não há Zona Fantasma como conhecíamos, não há nada que possa conter um Kriptoniano, nem a tão famosa Kriptonita aparece no filme… Zod não pararia se não fosse morto, ele mesmo diz isso durante a batalha.

    Ah, e outra, a cena da morte de Zod é muito mais plausível nesta nova adaptação que na clássica, com o mestre Christopher Reeves: http://www.youtube.com/watch?v=jUORL-bvwA0

    E sabe o que é pior? O Superman de Reeves sorri após matar Zod.

    Eu fiquei triste ao ver o Homem de Aço chorar após fazer algo que ele não queria fazer. Ali eu vi a vontade de “ser” humano que você tanto citou no seu texto. Um deus, não choraria ao matar alguém.. Um ser humano, sim.

    Enfim, caro amigo, achei o filme muito bom. Não ótimo como um TDK, mas muito bom como um Begins, como um início. Espero ansiosamente um Homem de Aço 2 (onde aí sim veremos o Super que todos estão habituados a ver), quem sabe, com a presença do Cavaleiro das Trevas (afinal, aquela imagem e aquele anuncio fez minha cabeça explodir!).

  4. Muito boa a avaliação… no entanto gostei do filme!! O problema é que os filmes atuais focam muito na ação e deixam a história e outras emoções em segundo plano; as cenas de ação em 3D foram fantásticas, mas um filme não é só isso. Este “superman” ainda foi mais envolvente do que “os Vingadores” por exemplo, mas ainda faltou algo, do tipo dessas que foi mencionado.

    Obs: poderia ter a opção de me conectar com o google + aqui. Esta é a primeira vez que acesso esse blog, parabéns, é muito bom!!

  5. A Zona Fantasma, no filme, é um tipo de nave mandada para um local longínquo onde os kriptonianos eram mantidos “congelados” (não se sabe se Zona Fantasma se refere a nave, o procedimento ou o local para onde são enviados). Como é que o Super mandaria o Zod para a zona fantasma, sem nave e sem tecnologia para isso? A morte foi plausível no contexto do filme. Continuo afirmando, pior mesmo foi o Super do Reeves, que pegou o Zod sem poder, quebrou os dedos dele e ainda o jogou no abismo da Fortaleza da Solidão.

  6. Na boa, é o tipico post de quem vive no passado, o Superman que você tanto defende morreu a muito tempo, tanto nas HQs, quanto nos cinemas (se é que me entende), o filme foi fantástico, você diz que Superman assassinou na cena depois da luta, ASSASSINOU? você realmente assistiu o filme? foi algo que ele foi forçado a fazer não foi uma escolha, você argumentou que soldados e policias, esses que já tiraram uma vida, sabe que é uma coisa errada e que não deve ser feito, mas pergunte a assas mesmas pessoas se não fariam novamente encontrando-se diante da mesma situação.

    “Superman poderia ter tapado os olhos de Zod” e depois? o que ele faria?

    “voado com ele para a estratosfera ou descido para o subterrâneo.” certo, e depois?

    “Ou ainda se jogado na frente e ter recebido o ataque diretamente, mesmo que isso significasse sua morte” certo e o que aconteceria se Zod fosse ao encontro de outro grupo de pessoas? ele ficaria se jogando na frente o tempo todo até o Zod ficar cansado daquilo e desistisse certo? esse seria o plano?

    Zod é um soldado que viu a ultima esperança de reviver seu planeta destruída, lar que ele defendeu com sua vida durante anos, e tomado pela fúria não pararia até que Kal el fosse morto e a raça humana exterminada, não parecia o sujeito disposto a argumentar algo.

    E digo mais, diferente do filme Superman 2 o diretor deu uma meta a Zod, no antigo filme ele simplesmente queria ser o governante da terra somente para demostrar sua grandeza, foi consolidado como tal e depois ficou sentado na mesa do presidente na casa branca sem mais nada pra fazer vendo a vida passar pela janela, CHAAAAAAAAAAATO!!

    Como você mesmo disse matar seria a ultima escolha, e foi EXATAMENTE o que aconteceu, ou você com toda essa sua percepção não ouviu os gritos de “NÃO, NÃO FAÇA ISSO” e as lagrimas do Herói depois?

    Você é daqueles que foi para o cinema esperando ver o Reeves, quando o diretor desdo começo da produção deixou claro que ele iria mostrar um herói EM FORMAÇÃO, mais humano, e que certamente comete erros, ainda não é o Superman líder da liga da justiça, ele deixou isso bem claro.

    Portanto pare de viver no passado, o filme e fantástico, trouxe uma abordagem mais realista para o nosso herói que vale lembrar também sou Fã (apesar de gostar mais do Spawn mas não vem ao caso ^^), então aguardem os próximos filmes, verão o Superman digno de ser aclamado por todos nascer aos poucos diante dos seus olhos.

  7. Pô cara eu respeito sua opinião. Mas não concordo. Esse é sim o SUPERMAN. cresci vendo ele, chorei quando apocalipse o matou, mas tenho uma mente bastante liberal. Querer que um personagem de 75 anos não mude nenhum aspecto de seu caráter é brincadeira. Esse papo de não mataras e cueca por cima da roupa foi pensado em um contexto para o passado. Os tempos mudam, Super man tem que se adaptar para o novo contexto social. Concordo com o francisco pedro, a morte foi totalmente plausível com o contexto do filme. Lembre-se de Super Man o retorno, aquilo que não era super man, não era homem de aço, não era porr$#%@$ nenhuma.

  8. Eu nw sou tão fa do superman ! Prefiro o batman + acompanho sua trajetoria por ser tão ligado a quadrinhos ! Gostei muito do filme homem d aço ! + realmente ele nw e o superman que conhecir . . . . . . .

  9. O Superman sempre foi meu super-herói favorito, desde que eu me entendo por gente. Adorei este ultimo filme. Até que enfim um filme a altura do Super depois do mais ou menos Superman return. Assim como comentou o Mestre Jirou, devo ter tb uma mente liberal. Acho que a morte foi um fim mais digno para Zod, afinal, como o próprio personagem fala ele perdeu tudo, é alguém sem nenhum ideal ou sentido para viver. Só que na minha opinião, a situação não foi tão extrema ao ponto de ter apenas uma saída, mas não é nada que prejudique a história do filme ou que fere o personagem, o filme é excelente e esse é o Superman que estou acostumado a ler, ele é o escoteiro sim e mesmo com os poderes, é humano e falho. Como nas vezes que ele já matou nos quadrinhos, vide “O que aconteceu com o Homem de Aço?” de Alan Moore; na revisão de John Byrne, ele matou os três criminosos kryptonianos (incluindo Zod), e até em Crise nas Infinitas Terras, quando o Superman dá o golpe final para destruir o Antimonitor, em todas essas vezes o herói sofreu por seu ato, se exilando e percebemos que no filme, ele chora por isso.

  10. Pingback: Superman vs Batman: Ben Affleck é o novo Cavaleiro das Trevas! | Heroi X

  11. Francisco Pedro falou tudo… é desse jeito que penso tbm.. tenho certeza que mos2 será melhor… e achei o mos melhor q os 3 filmes do super antigo… esse novo super tá muito foda…

  12. Pingback: Universo DC Cinematográfico : Dará certo após Batman v Superman?

Com a palavra você está