Google

Batman: O Legado do Morcego parte 3 – dos quadrinhos ao cinema

 O sucesso do Batman nos quadrinhos abriu-lhe a chance de conquistar novas mídias e falaremos nesta última parte da série de artigos sobre O Legado do Morcego no cinema.

 Leia o inicio da série O Legado do Morcego – O Cavaleiro das Trevas e Através da Eras dos Quadrinhos. A compreensão de um único texto não se altera sem a leitura dos outros, porém a experiência é mais intensa e vivaz ao se ler os três textos.

Coringa The Joker

Após anos do seriado de TV do Batman, estrelado por Adam West, o público geral ainda tinha essa figura cômica no subconsciente. Com o lançamento da grafic novel de Frank Miller, O Retorno do Cavaleiro das Trevas, os produtores de Hollywood prepararam uma versão dark do herói para o cinema. Assim surgiu aquele que após anos sem bons filmes de superheróis no cinema (desde Superman II) foi o marco inicial para o retorno de Batman aos cinemas e ao gosto das grandes plateias.

 Batman Michael Keaton

Batman (1989) foi estrelado por Michael Keaton como o homem morcego e o magistral Jack Nicholson como Coringa e foi dirigido por Tim Burton. O tom gótico contrastando bem e mal, sombrio e cômico fez deste filme um aclamado sucesso de público e crítica. A história conta o trauma da morte dos pais de Bruce Wayne e passa direto para seu inicio de vida como Batman lidando com O Coringa, enquanto tem um caso com a repórter Vicki Vale (Kim Basinger). A trilha sonora criada por Danny Elfman tornou-se icônica e inconfundível, sendo muito maior do que o filme e até hoje é utilizada, com variações, em diversas mídias. Este filme faz um arco shakesperiano de “Eu te criei, mas você me criou primeiro” entre Coringa que teria matado os Waynes e Batman que causou o acidente, o qual mudou a vida do bandido Jack Napier, tornando-o o Coringa. Três aspectos interessantes a ressaltar são: Batman não usava simplesmente uma roupa preta, mas uma armadura; o Batmóvel tem um design clássico e é muito bacana; e o Coringa de Jack Nicholson era basicamente um grande palhaço cometendo crimes.

 Batman Returns poster

Em Batman: O Retorno ( Batman Returns, 1992), Michael Keaton volta a vestir o manto negro contra o vilão Pinguim (Danny DeVito) e a elogiada Michelle Pfeiffer como a Mulher Gato, novamente sob a direção de Tim Burton. O diretor tentou aumentar ainda mais o tom dark, contudo histórias absurdas (como o arco do pequeno Oswald Cobblepot ter sido abandonado e criado por pinguins e a transformação da Mulher-gato numa “morta-viva”) aliado à atuações forçadas fez esse filme ganhar muitas críticas negativas, embora ainda que as positivas as superassem. A bilheteria, no entanto caiu bastante.

Veja também:  O Esquadrão Suicida matou Arrow

 Batman Forever Poster

Batman Eternamente (Batman Forever, 1995), realizado deixando de lado a dupla Keaton/Burton e o tom dark/ sério dos dois primeiros, traz Val Kilmer dando vida a Bruce Wayne/Batman que enfrenta mais uma dupla de inimigos: Tommy Lee Jones como Harvey Duas Caras e Jim Carrey como O Charada, tudo sobre a direção do fraco Joel Schumacher. Neste filme, vemos a gênese de Robin, na pele de Chris O’Donnell como o ex-circense adolescente Dick Graysson. Também neste filme, não poderia faltar um interesse amoroso, Nicole Kidman entra em cena. História muito fraca, atuações muito fracas (Jones, excelente ator, ficou sem saber o que fazer e foi orientado por Schumacher a “imitar Jim Carrey”) e uma estética colorida e plástica fizeram deste um dos piores em quesito adaptação de HQ. Ainda assim, o filme foi bem nas bilheterias pela queda da classificação indicativa.

 Batman e Robin

Batman & Robin (1997) – Batman ganha vida através de George Clooney juntamente com Chris O’Donnell novamente como o menino prodígio. Três vilões pretendem destruir Gotham: Mr. Freeze, vivido por Arnold Schwarzenegger, a sedutora Hera Venenosa vivida por Uma Thurman e o “só músculos e nenhum cérebro” (nesse filme) Bane vivido por Jeep Swenson. Um reforço a equipe de heróis viria na pele da bela Barbara Wilson/Batgirl vivida por Alicia Silverstone como sobrinha de Alfred! Novamente Joel Schumacher nos entrega um filme horrível e que desta vez não se salvaria nem em críticas, nem em bilheterias.

Bane
Bane de Batman e Robin

Joel ainda tentou um quinto filme, trazendo Clooney na pele de Batman (Batman Triunphant), mas não funcionou. Pensaram em Batman VS Superman, mas também não vingou. Então iniciaram-se dois projetos, sem as mãos de Schumacher: “Gotham” e Year One. No primeiro, teríamos o adolescente Bruce Wayne como investigador de pequenos crimes mostrando-nos como se tornou o Batman (Não sei se era mesmo Gotham o nome do projeto, mas vale a referencia, pois foi deste projeto que nasceu Smallville). Em Year One seria adaptada a obra de Frank Miller que deu reboot ao Batman, após a Crise nas Infinitas Terras. Os projetos se fundiram e foram para as mãos de Christopher Nolan e David S. Goyer.

Veja também:  God of War Ascension – Kratos está de volta em trailer épico

 Batman Begins

Batman Begins (2005) não é apenas um reboot por reboot. É uma nova obra que se aprofunda na história de Bruce Wayne, nos dando respaldo histórico e psicológico para a criação de Batman. Neste filme, diferente do de 89, se explora a jornada de Bruce para se tornar o herói que conhecemos. Dando vida aos personagens, em atuações brilhantes, todas dignas de Oscar, temos Christian Bale (Bruce Wayne/Batman), Michael Caine (Alfred), Gary Oldman (Sargento/Tenente Jim Gordon), Morgan Freeman (Lucius Fox), Katie Holmes (a promotora Rachel Dawes), Ken Watanabe (Ra’s Al Ghul), Tom Wilkinson (o mafioso Carmine Falcone),  Liam Neeson (Henri Ducard/ Ra’s Al Ghul) e Cillian Murphy (Dr. Crane/Espantalho). Se há um ponto fraco nesse filme, são as sequencias de ação que as vezes são rápidas e desfocadas. Fora isso, uma história sóbria e sombria mostrando uma Gotham City tão real e suja quanto possível e que se pode fazer a diferença. A trilha sonora excelente foi composta por Hans Zimmer e James Newton Howard. Foi um sucesso de crítica e bilheteria. Duas notas importantes são: foi mantido o esquema de “armadura” para o uniforme e o Batmóvel parece mais um tanque de guerra, tal qual o de The Dark Knight Returns.

 Batman The Dark Knight Rises

Em Batman – O Cavaleiro das Trevas (The Dark Knight, 2008), Bale retorna a capa e capuz juntamente com o elenco original (com exceção de Rachel interpretada aqui por Maggie Gyllenhaal) e adicionando-se Harvey Dent (Aaron Eckhart) e Coringa (Heath Ledger. O filme não é sobre o Batman, ele funciona como um condutor para nós presenciarmos a trajetória do promotor público Harvey Dent, o cavaleiro branco de Gotham, em sua luta para acabar com a corrupção na cidade ao mesmo tempo em que se firma em compromisso com Rachel Dawes e sua queda até se tornar o Duas Caras. Mais do que boas atuações, Lucius Fox, Jim Gordon (que se torna finalmente comissário nesse filme) e o mordomo Alfred tem suas próprias subtramas. Contudo, este filme teve uma estrela que brilhou intensamente em branco, verde e roxo: Heath Ledger criou uma versão perfeita d’O Coringa, conseguindo reunir maldade, psicopatia e comédia num nível tão de atuação que mesmo a decadente academia de atores que julga o Oscar e não dá premiações principais póstumas e a filmes de quadrinhos teve que admitir que ele mereceu vencer como melhor ator coadjuvante. Em minha opinião, e na de muitos cinéfilos, o Coringa de Legder super Darth Vader como maior vilão do cinema. A trilha de Hans Zimmer evoluiu de forma esplêndida e harmoniosa. Este é um filme de máfia, de ação, de profundidade moral e emocional como nunca se vira igual numa adaptação de HQ e raramente se vê nos cinemas. Este é, sem sombra de dúvidas, O MELHOR FILME DE SUPERHEROI JÁ CRIADO!

Veja também:  HEROVIDEO 29: Star Wars vs DC e Marvel trailer alucinante!

 bane e mulher gato the dark knight rises

Para fechar a trilogia, O Cavaleiro das Trevas Ressurge (The Dark Knight Rises, 2012) manterá o elenco e adaptará A Queda do Morcego, trazendo Bane (Tom Hardy) e Selina Kyle/Mulher Gato (Anne Hathaway). A estreia acontece nos EUA em 20/07, amanhã e no Brasil no dia 27/07! Para saber mais sobre esse filme, fique ligado no Herói X.

Fique com o trailer de O Cavaleiro das Trevas Ressurge:

Por: Dr. M. Barreto e Patrick Duarte

Espero que tenham gostado desta série de Postagens da dupla formada pelo Editor Dr. Mauricio Barreto (@morfeubarreto) e o autor Patrick (@Pensa_livre). Adicione-nos no Youtube e Facebook.

Leia também:

HEROVIDEO 1 – Goku trollando Kuririn

Os Vingadores – The Avengers: Critica sem spoilers

Goku versus Superman: O encontro de dois mundos

Broken Blade – Golems, magia, guerra e a força da amizade

Mortal Kombat Legacy – Episódio 6 legendado: Raiden

One Comment

Como diria Yoda: com a palavra você está