Google

The Walking Dead temporada 4 parte 2: Adaptando-se ao mundo Zumbi

The Walking Dead já está há 4 anos na TV e passou por muitos altos e baixos. Uma excelente primeira temporada, uma fraca segunda, uma terceira dividida e agora uma quarta que cresceu muito até superar as histórias da própria HQ.

Nesta segunda parte da quarta temporada de The Walking Dead, os dias de pós-prisão que foram muito enjoativos nos quadrinhos, tornaram-se a deixa para que os produtores desenvolvessem o material original e dessem novos rumos para os personagens, bem como finalizar tramas em aberto.

The walking Dead poster Rick e Carl

Os pequenos grupos de sobreviventes

Daryl e Beth fizeram uma bela dupla. Um grande contraste do bicho do mato com a princesinha que quase nos faz querer um romance ali. Infelizmente, o episódio centrado na tentativa de primeiro “porre” de Beth Greene não foi tão bom, porém seu final nos brindou com o encontro dos “claimers” com Daryl. O último Dyxon mostrou que aprende rápido a se virar e andar em grupo pelo tempo necessário.

O grupo de Maggie desenvolveu bem o valor esperança. Maggie com sua esperança de encontrar Glenn em Terminus, Bob com a esperança de que desta vez o fim do grupo seja um novo começo e Sasha reaprendeu a tê-la. Em contrapartida, Glenn e Tara nos mostram que redenção é algo que se conquista e não uma dádiva. Encontrando o grupo de novos personagens, o sargento Abraham Ford, o pseudo-gênio detentor dos “segredos” por trás do apocalipse zumbi, Eugene Potter e a pirigueti Rosita, nós expandimos bastante as possibilidades e já direcionamos o foco da vindoura quinta temporada!

abraham-eugene-rosita-the-walking-dead temporada 4

Foi deixado para Carol e Tyreese a difícil missão de cuidar das irmãs Lizzie e Mika. Uma acredita que zumbis são pessoas mal-compreendidas e merecem respeito, mais que os humanos e a outra que é fraca e facilmente devorável. Desde sua incorporação, os leitores da HQ perceberam que elas trilhariam o caminho de Ben e Billy, mas a sua execução acaba sendo um belo momento. Mas o glifo “look at the flowers” devia ter sido introduzido episódios antes para dar uma emoção épica na fatídica cena.

Veja também:  The Walking Dead: The game – o jogo tem seu primeiro trailer

Rick The walking Dead temporada 4

Podemos perceber o quanto Carl cresceu e está adaptado neste novo mundo. Ele ainda é um adolescente que precisa de orientação, mas já é perfeitamente capaz de cuidar de si mesmo. Sua amizade com Michonne, que possibilitou descobrirmos sua história, foi um dos pontos altos desta fase. Rick por outro lado, tornou-se literalmente um animal protegendo sua cria. Sua ascensão de fazendeiro para novamente líder de um grupo e agora para um sobrevivente totalmente adaptado ao mundo-zumbi foi magnífica.

O Futuro da série The Walking Dead aos quadrinhos pertence

Uma temporada sensacional que nos brindou com fortes sentimentos, roteiros bem construídos, personagens finalmente desenvolvidos e certa fidelidade a HQ do jeito que deve ser: reinventando para melhor. De certa forma uma resposta a quem pediu para a série evoluir e se tornar mais próximo ao original, a frase final ressoa em nossa mente tanto quanto as já consagradas dos quadrinhos “Nós somos os mortos-vivos” e da série de TV “Isto não é mais uma democracia”, pois “Eles mexeram com as pessoas erradas”.

A quinta temporada iniciará em outubro de 2014.

Adicione o Heroi X no FacebookTwitter, PinterestYoutube, Instagram e Google plus. Entre no grupo HEROPOWER.

Leia também:

O Hobbit – O livro e a jornada de Bilbo na Terra-média

The Walking Dead quarta temporada – parte 1: Sobrevivendo e se reinventando

Animação com Donnie Yen versus Bruce Lee

HEROVIDEO 15: Abertura de Os Simpsons com paródia de Game of Thrones!

Once Upon a Time – O Era uma vez como nunca foi, mas deveria ter sido

One Comment