Google

Cavaleiros do Zodíaco Netflix: Quais os 5 prós e contras?

Bem vindos herois, hoje vamos falar do Remake de Cavaleiros do Zodíaco pela Netflix! Knights Of The Zodiac será um baseada na série clássica.

Foram anunciadas várias adaptações de anime para o Netflix na Anime Slate 2017. Cavaleiros do Zodíaco Netflix será uma versão em Computação Gráfica da história de Saint Seiya.

A primeira temporada de Knights Of The Zodíac terá 12 episódios de 30 minutos que vão adaptar a da Guerra Galáctica ao início da Saga de Prata.

Por maior que seja a euforia de nós, os fãs, nós temos que pensar nos prós e contras dessa adaptação. Vamos ver os 5 melhores argumentos de cada lado.

os cavaleiros do zodíaco netflix anime original

Contras de Cavaleiros do Zodíaco Netflix

O estilo de animação dos Animes Originais Netflix é fraco

Se a animação for pelo mesmo staff de A Lenda do Santuário, eu ficarei mais tranquilo. No entanto, a Netflix já produziu outros animes antes em parecia com a Polygon Studios.

A Polygon foi a responsável por Ajin, Blame e Knights of Sidonia e tem aquele estilo de animação que parece um videogame de 32 bits ruim.

Por que o Seiya está magrelo?

Estava vendo o staff de roteiristas e me deparei com portfólios como: Ben 10, Ultimate Spiderman, Justice League Action, Avengers: Secret Wars. Todas animações com histórias bem infantilóides.

Infelizmente, o público alvo de Cavaleiros do Zodíaco Netflix não será mais nós da faixa dos 30 anos. O que, basicamente, é um erro. Lembre-se que, apesar do público infantil ser gigante, somos nós, os fãs brasileiros e franceses de 30 e poucos anos que mantemos a franquia viva.

Cadê o sangue?

Continuando o item acima, se a animação será para o público infantil, então não haverá aquela sanguinolência deliciosa da animação clássica.

Prepare-se para Cassius já iniciar a luta sem uma orelha e Seiya fazer um cotonete com os dedos na orelha do gigante.

Veja também:  X-Men: dias de um futuro que não será esquecido

Basicamente essas cenas censuradas abaixo nunca estariam não versão nova:

Prepare-se para as lutas serem ainda purpurinadas que em Saint Seiya Ômega.

Preparar terreno para o Ômega

Uma coisa que não pode ser feita e talvez o novo anime faça é: Adaptar a história pregressa para se encaixar no Ômega.

Ai meu amigo, pode dar adeus à franquia mais amada dos brasileiros. A esperança desse remake é justamente criar um ambiente propício para criar um novo final. Um final que seja digno para os Cavaleiros de Bronze.

Netflix pode mudar a orientação sexual de Shun

A Netflix tem uma agenda LGBT muito forte. Isso tem se provado uma faca de dois gumes. Uma série excelente como Sense8 deixou que a briga LGBT fosse mais forte do que a condução da história e acabou cancelada.

Em Cavaleiros do Zodíaco, Shun não é gay, embora seja um personagem bondoso e que não gosta de lutas, não temos motivos para crer nisso.

Aliás, a tão falada Casa de Libra foi só uma liberdade criativa de um diretor de arte ruim (reveja o episódio e compare com o início do episódio seguinte, o qual adapta a cena como no mangá e irá entender). E mesmo assim, aquecer um amigo que estava a beira da morte, arriscando a própria vida, não tem nada de gay.

Se a Netflix quiser explorar a sexualidade LGBT em alguém, personagens como Aphrodite de Peixes e Misty de Lagarto são personagem que podem e devem ser usados.

Cavaleiros do zodíaco Netflix nova série hades

Prós do novo Cavaleiros do Zodíaco da Netflix

Melhorias da história de Saint Seiya

O mangá conta uma coisa e o anime clássico de Cavaleiros do Zodíaco conta outra. Quem o anime novo irá seguir? Talvez nenhum dos dois, talvez os dois.

Knights Of The Zodiac pode aproveitar os conceitos de ambas as versões para criar a sua própria.

Veja também:  Fanfilme Os Cavaleiros do Zodíaco Guerra Santa do Século XVI em CGI e live action

Ora, são 12 episódio de 30 minutos que vão adaptar a da Guerra Galáctica ao início da Saga de Prata, ou seja até os Cavaleiros Negros. É preciso foco e muita disciplina para não fugir da história.

É preciso muita adaptação para atualizar a história e o ritmo da narrativa com uma grande qualidade e Cavaleiros do Zodíaco Netflix Anime Series pode fazer isso.

Retorno da franquia ao holofotes

Com um filme Live Action de Cavaleiros do Zodíaco, o anime de Saintia Shô e agora Cavaleiros do Zodíaco Netflix, a franquia está revivendo como uma fênix.

Essa é a hora de anunciarem mais Cloth Myth, mais jogos de vídeo-game e outros artigos colecionáveis de Cavaleiros do Zodíaco.

Além disso, um blu ray da Saga Clássica também faria bem às nossas estantes.

Aproveite e compre aqui o game Cavaleiros do Zodíaco Alma dos Soldados para PS3.

Adaptando na medida certa

Foi dito que a Primeira Temporada será de 12 episódios de 30 minutos que adaptarão da Guerra Galáctica até o início da Saga de Prata.

Isso pode significar a luta de Seiya contra Misty de Lagarto ou o término nos Cavaleiros Negros.

Como serão 12 episódios de 30 minutos, descontando abertura e terminos, 25 minutos. Isso nos dá 300 minutos de material. No original até a Saga dos Cavaleiros Negros, são 15 episódios de 20 minutos o que dão os mesmos 300 minutos.

Como as animações de Computação Gráfica são mais dinâmicas, esses 300 minutos de hoje em dia podem conter mais material do que os 300 minutos de antigamente.

Ou seja, ou haverá material novo a se trabalhar ou realmente se iniciará a Saga de Prata.

Adeus velhos fillers

Adeus Mestre Cristal, Gigars, Dócrates e tantos outros. Mesmo seguindo uma linha parecida com o anime antigo, Os Cavaleiros do Zodíaco da Netflix deve pular os fillers antigos.

Veja também:  Conan - O Bárbaro que conquistou o mundo

Isso trará ritmo à história, além de aproximar muito do original. Mesmo os mais saudosistas vêem a fase dos Assassinos do Santuário como a pior barriga de Saint Seiya.

Destaque para Mestre Cristal que foi o único personagem que até hoje tem fãs, embora tenha criado o “paradoxo dos mestres” de Hyoga de Cisne.

Aproveite e compre aqui o Kazenban do mangá Cavaleiros do Zodíaco:

Abrir caminho para outros animes e mangás serem adaptados

Foi quando a Manchete trouxe Cavaleiros do Zodíaco ao Brasil que os animes começaram a ser popularizados por aqui.

Depois animes como Dragonball, Yu Yu Hakusho e Shurato fizeram muito sucesso por aqui.

E hoje em dia, o Brasil é um dos maiores consumidores de animes do mundo.

Esperamos que essa porta aberta pela Netflix se reflita em outros animes. Boku Dake Ga Inai Machi ou Erased, como é conhecido no ocidente, também será adaptado em uma série Live Action pela Netflix e Death Note já está ai.

Conclusão

Todos os contras são apenas conjecturas enquanto os prós são uma realidade. Logo, Saint Seiya está mais vivo do que nunca.

Bem vindo aos nosso corações Knight Of The Zodiac. Que os Cavaleiros do Zodíaco tenham uma vida longa na Netflix.

Vamos fazer o Cosmo explodir!

Adicione o Heroi X no FacebookTwitterPinterest e Youtube. Entre no grupo HEROPOWER.

Leia também:

Grande Mestre de Cavaleiros do Zodíaco: Desvendando o mistério

One Punch Man: TOP 10 melhores referências do anime

Eizou Hakusho – A continuação de Yu Yu Hakusho

Os Cavaleiros do Zodíaco: Quem venceria a Guerra Galáctica?

Casais de Naruto: Com quem termina cada personagem?

2 Comments

Com a palavra você está